Cidadela

Sobre as Cidadelas

As “Cidadelas” são uma das mais típicas realizações do Movimento dos Focolares.

Podem ser definidas como um esboço de sociedade nova – com casas, escolas, oficinas de trabalho, etc. – cuja lei é o amor recíproco, proposto pelo Evangelho. Surgiram pelo desejo de dar uma continuidade permanente à experiência realizada nas Mariápolis (Cidade de Maria). As Mariápolis, que se realizam desde 1949, são encontros onde pessoas de todas as idades e profissões formam uma cidade em miniatura e onde todos procuram viver a lei evangélica do amor recíproco.

Cada uma tem a sua própria característica, consoante o ambiente onde está inserida. Referimos aqui algumas destas Cidadelas:

Em Portugal a Cidadela Arco-Íris, é uma das 33 Cidadelas existentes nos cinco continentes. Aqui realizam-se actividades programadas, mas também está aberta às pessoas que a queiram visitar para conhecer o Movimento e a sua espiritualidade.

Em Itália Loppiano (na região de Florença), na Itália, é a primeira Cidadela Surgiu em 1965, e actualmente conta com 900 habitantes de 70 países. Tem, como característica, a sua dimensão internacional.

Na Alemanha, a Cidadela em Ottmaring, é ecuménica: ali convivem luteranos e católicos.

Em África, as Cidadelas na República dos Camarões, no Quénia, e na Costa do Marfim, caracterizam-se pela inculturação do Evangelho nas sociedades africanas.

Na Améria do Norte, nos arredores de Nova Iorque, a Mariápolis Luminosa é uma Cidadela onde se promove o diálogo entre raças e culturas diferentes.

Na América Latina, as Cidadelas do Brasil e da Argentina são pioneiras na construção de empresas do Projecto de “Economia de Comunhão”.

Na Ásia, a Cidadela de Tagaytay, nas Filipinas é caracterizada pelo diálogo com as grandes religiões orientais.